Vereadores suplicam a consciência da população simõesfilhense; todos contra o coronavírus


Estando diante de um colapso na saúde, os poderes públicos (Estadual e Municipal) se anteciparam com medidas de prevenção, como o adiantamento de feriados no intuito de conter o avanço do contágio do novo coronavírus o Covid-19.

À vista disso, vereadores compareceram na  histórica Sessão Extraordinária realizada no último domingo (28/05), e não deixaram de ressaltar algumas medidas consideráveis ao combate e enfrentamento no sentido de conter o colapso.

 

Deste jeito, o vereador Luciano Almeida chamou a atenção do governo municipal para o disque denúncia, que não tem funcionando da maneira esperada.

“Quero chamar atenção do líder do governo do número  disque denúncia que funcione, muitas pessoas estão se aproveitando desses feriados para promoverem encontros de paredão. Estamos  aqui trabalhando, o executivo tem feito sua parte, mas precisamos que algumas pessoas venham ter a  consciência em  cumprir as medidas do decreto ou venham a ser penalizadas” destaca Luciano Almeida.

A fala de indignação do vereador Luciano foi baseada no fato de muitos na cidade não estarem respeitando a determinação do poder público, principalmente aos finais de semana e feriados. Promovendo festas com aglomerações, desconsideram estes o fato da possibilidade de serem assintomáticos e contaminarem a muitos outros, inclusive familiares e  amigos.

Posto isso, o nobre vereador Neco Almeida, líder do governo, confirmou a existência de um número que está sobre a responsabilidade do profissional e fiscal Sr. Robson, considerando a limitação da  fiscalização em não ser onipresente, portanto,  ao chegar em determinado local e ter a necessidade de estar em outro, logo a consciência e contribuição de todos ao combate é de extrema importância.

Conseguinte, o primeiro vice-presidente, vereador Sandro Moreira, frisou a necessidade de criar  uma força tarefa neste momento para garantir a Ordem Pública  Municipal.

“Estou recebendo denúncias de várias situações, relacionados à sons de paredão, aniversários, etc. Existe a equipe que está atuando, sabemos que o contingente é muito pequeno. A minha sugestão neste sentido é uma força tarefa, com a guarda municipal ou outras secretarias capacitando essas pessoas, para que possam também ajudar essa equipe existente de fiscais no trabalho de prevenção. Sobretudo estamos em um mês de aumento de contágio então o   isolamento é fundamental”, sobressai Sandro Moreira.

As ações do poder público tem o sentido de coibir e conscientizar a população, evitando consequentemente o aumento do número de contágio ou perdas maiores, que é a vida.

Contudo, esperamos que o clamor do legislativo representando o alarido popular consiga alcançar a consciência de infratores no objetivo em fazer cada qual a sua parte e estarmos todos contra o coronavírus.

 

 

Colunista: Neila Santos

Colunista: Neila Santos

Curta e Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter