“Vereador tem que ter posição”; é o que revela pesquisa de opinião pública em Simões Filho

Uma pesquisa realizada pelo programa Bahia No Ar,  em dezembro do ano passado, avaliou o desempenho dos vereadores de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador. No levantamento, 4 vereadores ocuparam a posição de destaque e 5 ficaram entre os piores parlamentares.

Curiosamente, o vereador Sandro Moreira (PSL), líder de oposição aparece em primeiro lugar empatado com o presidente da Casa, Orlando de Amadeu (PSDB) e do também vereador de oposição, Alfredo Assis (PP), todos com 17% dos votos. Em seguida, vem o vereador Eri Costa (DEM), com 16%.

Ao analisar o resultado da pesquisa durante a segunda edição do programa, na tarde desta sexta-feira (10/01), o radialista Roque Santos chamou a atenção para o aspecto mais relevante do levantamento. Os vereadores apontados como “destaques” pela população foram justamente os que assumiram uma única posição desde o início do mandato, sem pestanejar ou ficar em “cima do muro”.

Segundo o radialista, uma das provas disso é o vereador Sandro Moreira, que independente do contexto político que a cidade vive, sempre se colocou como oposição e manteve o mesmo discurso ao longo dos últimos três anos, seguindo uma linha de coerência e ética entre sua fala e sua postura.

“Quem não está bem na cidade de Simões Filho é quem tentou fazer jogo duplo, a pesquisa disse isso. Olha Sandro Moreira aí, é vereador de oposição, mas se colocou sempre como vereador de oposição”. Roque também comentou a postura de Orlando de Amadeu, que foi líder de governo e depois manteve a mesma postura como presidente da Câmara, bem como Alfredo Assis e Eri, que também nunca voltaram atrás em suas colocações.

“Na vida é assim, você tem que ter posição, você não pode fazer jogo duplo. Quem faz jogo duplo, a população não consegue identificar o perfil do vereador. Vereador tem que ter posição. Você viu que houve um empate técnico entre Sandro, Orlando, Alfredo e Eri. Houve um equilíbrio na ponta”, completou ele.

Para finalizar, o comunicador salientou que, os vereadores apontados como os piores foram aqueles que perderam a credibilidade com a população, pelo simples fatos de não manterem suas palavras ou tentaram manipular a situação em seu favor, destoando dos interesses do povo. Esses, na visão do radialista, possivelmente não serão reeleitos.

Curta e Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter