Sem receber salários, ex funcionários do Hospital de Simões Filho fazem manifestação e cobram providências da prefeitura

A segunda-feira começou agitada em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Funcionários do Hospital Municipal, que foram demitidos em massa e estão há mais de um mês sem receber seus honorários fizeram uma manifestação em frente a Secretaria de Saúde.

De acordo com o grupo, na semana passada, após se reunirem com o prefeito Diógenes Tolentino, os funcionários se dirigiram por conta própria até a cidade de Castro Alves, onde fica localizada a sede da empresa, para tentar alguma negociação direta com a APMI, mas sem êxito.

“Nós fomos lá pessoalmente e os responsáveis pela empresa só disseram que a prefeitura não pagou o último mês do contrato a eles e que por isso o valor não foi repassado pra gente. Agora marcaram uma nova reunião para próxima quarta-feira em Salvador com o prefeito, onde segundo eles, vão tentar uma nova negociação, mas a gente não quer mais reunião, a gente quer a solução”, revelou uma das manifestantes, Simone Magalhães.

Ainda sem nenhuma garantia de que os honorários serão pagos, os funcionários temem ficar no prejuízo, sem terem de onde tirar o sustento de suas famílias.

“Todos nós aqui servimo à população de Simões Filho, nós fizemos saúde, merecemos o nosso salário. Quem vai dar uma posição pra gente, prefeitura, secretária de Saúde?”, indagou a servidora.

Após alguns minutos de manifestação, o prefeito Dinha se dirigiu ao local e mais uma vez chamou os funcionários para uma nova conversa, até o momento sem nenhum acordo. Em contato com a redação do Tabuleiro Baiano, os manifestantes informaram que o prefeito orientou o grupo a se deslocar ao Ministério Público, em Salvador, onde será oficializada uma reclamação.

Curta e Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter