Sandro Moreira convoca a união da força política

Existe o conceito errôneo das atribuições para qual um vereador é eleito. É de costume  de alguns acreditar que vereador é “Madre Teresa de Calcutá”, compreensão equivocada, apesar de ser um dever de qualquer cidadão ser um “Bom Samaritano” independente de suas funções.

Prontamente, uma das principais atribuições do legislativo municipal rege todo o contexto independente de bancada de governo,
analisar propostas e legislar, apresentar projetos de Lei e de Emendas à Lei Orgânica do Município, com objetivo de melhorar a vida dos munícipes. Outra função importante é fiscalizar, acompanhar e verificar a legitimidade dos atos do prefeito. Apresentar indicações, no sentido de intermediar o contato entre o cidadão e o prefeito, levando para o executivo os problemas existentes, além da função de aprovar o orçamento do município, tem o poder investigativo através das comissões, para apurar possíveis irregularidades do órgão público.

Com a competência digna de um nobre vereador, Sandro Moreira vem honrando o legislativo nas suas comprovadas atribuições. Haja vista que sua saída  enfraqueceu a bancada de oposição mas não o seu trabalho de vereador, logo, ele vem demonstrando com ações concretas, principalmente neste momento de pandemia.

De maneira plena, o nobre edil tem buscado constantemente cobrar a força da união política que reflita positivamente para Simões Filho. Considerando o fato de ter trabalhado para eleger uma chapa composta de senadores (Jaques Wagner e Ângelo Coronel), e deputados (Eduardo Alencar e Otto Filho), hoje eleitos, não retribuem o amparo devido à cidade, causando o sentimento de frustração. Apesar de revelar respeito pelos deputados, Sandro ressaltou que espera que assim como outras cidades, Simões Filho também seja agraciada com as Emendas, porque este foi o objetivo de trabalhar para eleger esses deputados, convocando para união e conscientização política do bem comum, esquecer o partidarismo e todos juntos com o prefeito Dinha contribuindo nas ações de enfrentamento ao Covid-19, prevalecendo o bom senso.

De igual modo, Eri Costa expressou a indignação perante a inércia dos referidos deputados que fizeram sua plataforma política graças a prefeitura de Simões Filho, e não se conforma que diante de um estado de calamidade (enchentes) e pandemia (Covid-19) não ter um real (em emendas) em nome dos deputados da família Alencar e continuará cobrando. Seu dinamismo, trouxe adversidade ao edil Laércio Valentim, que solicitou do presidente da câmara, Orlando de Amadeu, o encerramento da sessão que estava com o horário extrapolado. Contudo, Eri Costa continuou a expressar sua indignação, e diante da verdade exposta e sem argumentos, Laércio Valentim se retirou da sessão.

Uma coisa é certa, os anais da câmara tem registrado constantemente Sandro Moreira e demais vereadores  convocando a união da força política, mas pelo visto o eco ainda não foi compreendido.

Curta e Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter