Em Simões Filho, Dinha Tolentino e prefeitos da RMS debatem medidas para reabertura do comércio

Um segundo encontro com a finalidade de debater sobre medidas para à reabertura do comércio, que sob a orientação de autoridades e técnicos da Saúde, deverá ocorrer de forma simultânea na Região Metropolitana de Salvador, ocorreu na tarde desta quinta-feira (09), em Simões Filho, cidade administrada pelo prefeito Diógenes Tolentino Oliveira, popular “Dinha” (MDB).

A reunião ampliou discussões dos gestores municipais no alinhamento de medidas de combate, enfrentamento e prevenção ao Coronavírus (Covid-19), e propostas que serão apresentadas ao governador Rui Costa para que seja realizada a reabertura do comércio de uma forma segura.

“Após o 1º encontro em Camaçari, avaliamos as medidas adotadas, tivemos um resultado positivo com o decreto do governador com o toque de recolher, com objetivo de quebrar a curva e baixar o potencial de ocupação de leitos de UTI no Estado da Bahia”, disse Dinha prefeito, durante coletiva de imprensa, após a reunião.

O alcaide simõesfilhense acrescentou ainda a finalidade do encontro de promover a ‘unidade para potencializar a política de saúde em relação ao coronavírus’. “Todos nós [prefeitos da região metropolitana], concordamos com o critério porque sabemos do sofrimento quando alguém precisa de UTI e não consegue, então ficou estabelecido um percentual mais seguro para que possa promover a reabertura do comércio”, explicou.

Ao lado dos colegas prefeitos, Dinha Tolentino, reforçou à imprensa, o critério desde a primeira reunião em Camaçari, de que “para que se possa promover a reabertura do comércio com segurança, estabeleceu-se a proposta orientada pelo secretário da Saúde do Estado e acordado com o governador Rui Costa, de que, a partir do momento que tiver 75% de UTI’s ocupadas, irá promover de uma forma simultânea em toda a RMS, a reabertura do comércio”.  No momento a ocupação dos leitos está em torno de 80%.

Segundo ele, uma das medidas sugeridas em reunião e que será apresentada ao Governo do Estado, nesta sexta-feira (10), será a oferta de leitos específicos para covid-19, noHospital Metropolitano, situado em Lauro de Freitas, que está praticamente pronto para ser inauguarado. A prefeita Moema Gramacho (PT), reafirmou que caso Rui Costa atenda a proposta, o número de leitos serão ampliados na Bahia e consequentemente, com diminuição de ocupação desses leitos para o percentual de 75%, o comércio poderá ser reaberto.

Os prefeitos presentes na reunião, por entender também da importância de movimentação da economia, concordaram em ajudar o governo do Estado, de forma financeira, para que possa ampliar os leitos e o Hospital Metropolitano venha ser exclusivo para esta pandemia.

Segundo Tolentino, apesar das diferenças partidárias, entre os prefeitos da região, a prioridade é salvaguardar as vidas baianas, e nesse sentindo, “defende a bandeira da vida em primeiro lugar”.

Na ocasião, participaram da reunião os prefeitos de Simões Filho, Dinha Tolentino, Camaçari, Elinaldo Araújo; de Lauro de Freitas, Moema Gramacho; de São Sebastião do Passé, Breno Konrad Moreira e de Madre de Deus, Jailton Santana, além do vice-prefeito de Simões Filho, Sid Serra, a secretária municipal da Saúde, Iridan Brasileiro e secretários dos demais municípios.

 

Fonte: Marcos Castelli | Rede Imprensa

Curta e Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter